Clientes Sekron
  Esqueci a Senha
Conheça nosso site Institucional ›

Archive for the ‘ Notícias regionais ’ Category

Cansado de violência, morador faz apelo aos bandidos em S. José


Morador protesta contra roubos em São José. Foto: Thiago Leon

De uma forma inusitada, ele pendurou uma faixa vermelha na frente da sua casa na região sul da cidade
João Paulo Sardinha e Natália Senóbio
Bom Dia São José

Um apelo desesperado a todos os criminosos: ‘Senhores ladrões: parem de roubar minha casa, trabalho muito e ganho pouco. Por isso, peço que me ajudem: Por favor, deixem-me em Paz!’.

O pedido é de um morador da Vila Anhembi, zona sul de São José dos Campos, que escreveu a mensagem numa faixa e a colocou no portão de casa.

Segundo vizinhos, que não quiseram se identificar, o morador é novo no bairro e foi vítima de três assaltos. “Ele é professor e trabalha o dia todo. O assalto a residência tornou-se constante no bairro e tem gente vendendo casa por causa da violência”, disse uma moradora da Vila Anhembi .

A sensação de insegurança é forte no bairro. Segundo um morador, que não quis se identificar, um grupo de seis pessoas efetua os furtos e a polícia não prende os assaltantes.

“Falta policiamento na região. A bandidagem corre solta. Eles não têm hora para roubar e as pessoas trabalhadoras que sofrem os prejuizos”, afirmou.

A Polícia Militar não se manifestou sobre o assunto.

Polícia detém 1 menor a cada 8h


Entre janeiro e março deste ano, 253 crianças e adolescentes foram apreendidos no Vale

A cada 24 horas, a região do Vale tem três crianças e adolescentes apreendidos. Entre os meses de janeiro e março foram 253, de acordo com os dados da Secretaria da Segurança Pública de São Paulo cerca de 70% mais do que o primeiro trimestre do ano passado (149). O tráfico é o crime mais comum. Os menores hoje estão na ‘linha de frente’ das drogas são eles os responsáveis pela venda direta do entorpecente ao dependente.

São os ‘vapores’ quem faz a venda. Mas também em alguns casos assumem postos mais altos na hierarquia do crime, como gerente do tráfico de drogas, por exemplo. Para o delegado Fábio de Carvalho Joaquim, da Diju (Delegacia de Infância e Juventude) de São José, a busca pelo dinheiro fácil é a principal isca usada pelos traficantes para aliciar os adolescentes.

“Se a polícia prende, os traficantes colocam outros adolescentes no lugar. Eles se deixam levar pela ilusão de ganhar dinheiro de maneira fácil e rápida”, declarou o delegado.

Michelle Mendes, Xandu Alves e Luara Leimig
Bom Dia São José e Taubaté

Lei obriga estacionamentos a ter videomonitoramento e vigilante

Os estacionamentos de shopping, supermercados, hipermercados, lojas de materiais de construção e lojas de departamento com capacidade igual ou superior a 200 vagas estão obrigados, a partir desta sexta-feira (18) a possuir sistema de videomonitoramento interno e externo, iluminação adequada e vigilância motorizada durante todo o expediente.

Com a lei, novos empreendimentos só poderão obter a licença para funcionamento após atender os requisitos. Já os estabelecimentos que estão em funcionamento receberão uma notificação e terão 180 dias para se adequarem as novas exigências.

O comércio que infringir a lei estará sujeito a multa no valor de R$ 5 mil, além da interdição da área destinada ao estacionamento de veículos até as que as adequações necessárias sejam realizadas. A lei número 10.102/2012 entrou em vigor após ser publicada no jornal Município de Sorocaba.

Procurados, os shoppings de Sorocaba afirmaram já contarem com os requisitos exigidos na lei. O Esplanada Shopping conta com videomonitoramento há mais de 20 anos, segundo informou via assessoria de imprensa. Dois vigilantes alternam os turnos para vistoriar as duas mil vagas do estabelecimento durante o expediente.

Já o hipermercado Extra Santa Rosália, que em fevereiro registrava um índice de furtos maior do que o ocorrido em vias públicas, afirma que também atende aos requisitos da lei.

Os dois empreendimentos afirmaram que a presença dos vigilantes motorizados inibe que pessoas cometam atos ilícitos nos estacionamentos.

Ipanema Online

Santos ganhará 61 novas câmeras de segurança

Hoje, Santos conta com 33 câmeras; com as novas aquisições, cidade terá 94 equipamentos
Do Metro Santos

Santos vai ganhar mais 61 novas câmeras de monitoramento eletrônico até o final do ano, segundo o secretário de Segurança, Carlos Trovão.

Os equipamentos serão adquiridos por entidades privadas, por meio de emenda parlamentar, além de verba do Governo do Estado. As câmeras serão interligados ao SIM (Sistema Integrado de Monitoramento).

Segundo o secretário, a Petrobras instalará 20 câmeras na região Central. Já a orla contará com 18 câmeras, provenientes de verba do Dade (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias). A cidade contará ainda com mais 17 espalhadas pelos bairros: Ponta da Praia, Gonzaga, Pompéia e Marapé, através de verba parlamentar da Câmara Municipal.

Além de 6 equipamentos no Centro Histórico, comprados pela Associação Comercial e Museu do Café. “A nossa meta é estar com todas as câmeras instaladas até o final do ano. As primeiras que devem ser instaladas são as câmeras adquiridas pela Petrobras, na região Central, pois a empresa já fez licitação para a compra. As câmeras que serão adquiridas através de emenda parlamentar também já estão em processo de compra”, disse Trovão.

Hoje, o sistema conta com outras 33 câmeras. Com os outros 61 pontos de monitoramento, no total, 94 câmeras vão gerar imagens 24 horas por dia. “Desde que o SIM foi criado foram feitas mais de 35 mil intervenções, quase 2.500 por mês”.

Auxílio nas investigações
Segundo o especialista em segurança patrimonial e pessoal, Vinícius Vaz Ferreira, as câmeras de monitoramento ajudam a inibir e auxiliam na investigação de alguns crimes.

“A câmera tem efeito psicológico inibidor. Às vezes ela nem funciona, mas a pessoa acha que está sendo filmada. Sem contar no auxílio às investigações. O crime não começa no ato. O marginal, muitas vezes já está seguindo aquela pessoa, ou está rondando o bairro. Esses equipamentos ajudam a compor o cenário do crime, para onde ele fugiu, o carro ou moto que o marginal estava usando, a placa desses veículos. São informações que muitas vezes levam a polícia ao autor do crime”.

Polícia procura suspeitos de assalto a joalheria em Sorocaba, SP

Trabalho pericial deverá auxiliar nas investigações da Polícia Civil.
Criminosos sequestraram gerente e seus dois filhos.

A Polícia Civil investiga o assalto a uma joalheria de Sorocaba (SP), ocorrido na manhã desta quinta-feira (10). Para realizar o crime, a quadrilha sequestrou e manteve em cárcere privado a gerente da loja e seus dois filhos, em Votorantim (SP), onde ela mora. De acordo com a Polícia Militar, que atendeu a ocorrência, ninguém foi detido.

O sistema de videomonitoramento do município, que é controlado pela Guarda Civil Municipal, registrou o momento da chegada dos criminosos à joalheria, que fica na região central, no final da madrugada. As ruas vazias facilitaram a ação da quadrilha, que utilizou a chave da gerente para invadir o local. A vítima não soube estimar a quantidade de joias que foram roubadas. Eles fugiram e deixaram a gerente no local.

“Não saber o que tinha acontecido com meus filhos foi a pior parte de tudo”, conta a vítima. Ainda segundo ela, os bandidos aguardaram até a troca de turno da PM para agir. A gerente e seus filhos estavam bastante abalados, mas estiveram na delegacia para acompanhar o registro da ocorrência.

Crime
Por volta das 19h de quarta-feira (9), a vítima foi abordada no portão de sua residência, em Votorantim, quando chegava do trabalho. Um grupo com vários homens armados a levaram para dentro da casa, onde estavam seus filhos. Às 4h, dois dos bandidos saíram com os adolescentes de carro. De acordo com o relato da própria vítima, os criminosos a ameaçaram de morte, caso tentasse entrar em contato com a polícia.

Uma hora depois, o restante da quadrilha colocou a gerente em seu próprio carro, levando-a até a joalheria, em Sorocaba. Com a chave da loja, eles entraram e fizeram o roubo. Logo após, os filhos da vítima foram soltos na Vila Garcia, em Votorantim.

O carro utilizado para transportar as crianças foi encontrado totalmente queimado na Chácara Ondina, também em Votorantim. A equipe pericial do Instituto de Criminalística esteve no local para coletar possíveis pistas. A ocorrência foi registrada na delegacia da cidade.

Segundo o delegado responsável pelo registro da ocorrência, a ação dos criminosos deixa claro que todo o assalto foi bem planejado e que eles conheciam a rotina da gerente. Com o laudo da perícia (que deverá sair em até 30 dias) e as imagens de segurança, a Polícia Civil dará início às investigações.

Trio furta cofre vazio na Casa do Cidadão

O sistema eletrônico de segurança da Casa do Cidadão do Jardim Ipiranga funcionou, mas os ladrões conseguiram fugir a pé carregando o cofre do posto de atendimento da companhia de energia elétrica CPFL Piratininga. Três homens invadiram a Casa do Cidadão, que fica na avenida Américo Figueiredo, e dois deles foram vistos levando o cofre. Não havia dinheiro dentro, porém os criminosos não sabiam.

O furto aconteceu ontem de madrugada, à 1h45. Para entrar, os ladrões quebraram a porta de vidro da frente. O alarme tocou e foi acionada imediatamente a empresa de monitoramento contratada pela Prefeitura, além do Centro de Operação de Inteligência (COI), da Guarda Civil Municipal.

Câmeras gravaram o furto e o sistema eletrônico de segurança rendeu o resultado esperado. As imagens devem ser encaminhadas à Polícia Civil para a investigação. É possível que os autores do crime sejam moradores do mesmo bairro.

A porta de vidro foi estilhaçada pelos ladrões e o interior da Casa do Cidadão teve que ser interditado ontem de manhã para a realização da perícia. Por causa do furto, não houve atendimento ao público durante todo o dia. Cartazes avisavam quem chegava de que a Casa do Cidadão não funcionaria. A Prefeitura não informou se pretende reforçar a segurança no local.

Jornal Cruzeiro do Sul

Bairros da região Central de Santos terão novas câmeras de monitoramento

Câmeras serão integradas à central do SIM


Em aproximadamente dois meses, a Prefeitura de Santos espera começar a instalar 20 novas câmeras do Sistema Integrado de Monitoramento (SIM) nos bairros Valongo, Vila Mathias, Paquetá, Vila Nova e Centro.

Como ocorre com outras câmeras, estas serão blindadas e integradas por fibra ótica à central do SIM, que opera no Paço Municipal. As câmeras terão alcance mínimo de 500 metros, visibilidade de 360 graus na horizontal (giro completo) e de 180 graus na vertical.

De acordo com o secretário municipal de Segurança, Renato Perrenoud, a licitação para a compra dos equipamentos está em curso, e a previsão é que, ainda neste semestre, o sistema esteja em funcionamento.

Com o incremento, o SIM beneficiará mais 18.129 pessoas em 5.989 imóveis do Centro Histórico e do Centro Expandido (área que agrega Vila Mathias, Paquetá e Vila Nova).

Hoje, o sistema conta com outras 33 câmeras. Vinte e duas ficam na Orla, cinco no Centro, cinco na Alemoa e uma em base móvel.

Com os outros 18 pontos de monitoramento na Orla, com previsão de operação a partir de dezembro, serão, no total, 71 câmeras gerando imagens 24 horas por dia.

A Tribuna

Áreas com mato alto se tornam alvo de traficantes em Sorocaba, SP

Em 10% dos flagrantes de tráfico, drogas eram escondidas em matagal.
População deve se conscientizar e manter as áreas particulares limpas.

Já era madrugada quando a Guarda Civil Municipal de Sorocaba (SP) flagrou dois adolescente, de 13 e 15 anos, abaixados num terreno baldio da Vila Mineirão, próximo a uma escola. Os menores escondiam porções de crack em um matagal. Eles foram detidos e assumiram que vendiam a droga naquela área. Este é um dos diversos flagrantes registrados pela GCM em 2012, envolvendo terrenos mal cuidados e a criminalidade.

“O traficante raramente carrega consigo toda a droga e, por isso, utiliza terrenos sujos e matagais para depositar o entorpecente e confundir a polícia e a guarda”, explica o comandante da GCM de Sorocaba, Carlos Eduardo Paschoini. A entidade tem como objetivo zelar pelo patrimônio público. “Como os guardas estão sempre próximos da população, eles acabam flagrando delitos e colaborando com o trabalho da polícia”, destaca o comandante.

No primeiro trimestre deste ano, os membros da guarda registraram mais de 60 flagrantes de tráfico de entorpecentes. Deste montante, 10% apresentou drogas escondidas em matagais e terrenos baldios. “Muitas vezes o morador vê a viatura parada na porta da escola dos filhos e acaba se tornando amigo da guarda. Por isso, acabamos recebendo muitas denúncias de moradores”, comenta o comandante Carlos Eduardo.

Prevenção
A Secretaria de Segurança Comunitária do município é a responsável por averiguar as condições dos terrenos abandonados. Quando a secretaria constata que a área é pública, membros da Secretaria de Obras e Infraestrutura Urbana (Seobe) realiza a limpeza do local.

Porém, se o terreno é particular, a secretaria toma as medidas cabíveis junto ao proprietário do imóvel, determinando um prazo para limpeza e até a aplicação de multa.

A Seobe pede para que a população não joque lixo em terrenos ou áreas públicas. Os terrenos particulares devem estar bem cuidados e, desta forma, auxiliará na prevenção de crimes como este, além de inibir a proliferação de animais peçonhentos, como cobras, escorpiões e aranhas.

Com a comunidade
A GCM pede para que os moradores continuem confiando nos oficiais e denunciando os crimes. “Os espaços públicos de lazer devem ser utilizados pela população e não por indivíduos mal intencionados. Como o morador conhece a rotina do seu bairro, contamos sempre com esta colaboração para combater o crime”, declara Carlos Eduardo, comandante da GCM.

Atualmente, a Guarda Municipal atua com aproximadamente 400 oficiais, 80 veículos e cinco bases comunitárias. “Se a pessoa se sentir constrangida de falar abertamente, poderá utilizar o disque-denúncia 181. E em caso de qualquer crime, a Polícia Militar pode ser acionada no 190, a guarda atende no 199”, finaliza o comandante. Todos os telefones emergenciais funcionam durante 24 horas, todos os dias da semana.

Fonte: G1

Menina liga para a polícia e impede assalto a casa na Praia Grande, SP

Um assalto terminou com a chegada da polícia em Praia Grande, no litoral de São Paulo, graças à ação de uma menina de doze anos. Os pais chegavam à residência no bairro Solemar por volta das 20h30 na terça-feira quando foram abordados por três bandidos. A criança percebeu e se escondeu em um quarto com o irmão para telefonar para a polícia.

“Socorro, por favor. Estão assaltando a minha casa”, disse a garota na ligação para o 190. “Eles estão levando tudo, tudinho”, afirmou.

Em poucos minutos a polícia cercou o local. Os criminosos colocavam nos veículos televisores, computadores e aparelho de som quando foram surpreendidos pelos policiais.

Os ladrões tentaram fugir pelo quintal da casa, mas foram presos em flagrante. A polícia recuperou o dinheiro e os objetos roubados. Além disso, os policiais apreenderam a arma e o carro que estavam com a quadrilha, que também era roubado.

“Graças a Deus, ela conseguiu fazer tudo direitinho. Foi ela que salvou”, afirmou a mãe da criança.

G1

Mais de 40 câmeras já monitoram pontos estratégicos de Sorocaba, SP

Centro de Operações e Inteligência começa a funcionar nesta sexta (30).
Instalação de câmeras visa combater a criminalidade na cidade.

Consumidores nas ruas do centro, movimentação nos parques, estudantes nas portas das escolas – agora, tudo é monitorado em Sorocaba (SP). Segundo a prefeitura, 41 câmeras de segurança estão espalhadas em pontos estratégicos da cidade.

O monitoramento, feito 24 horas por dia, visa reduzir os índices de criminalidade na região. As câmeras alcançam até um quilômetro de distância e as imagens gravadas vão para uma sala da Secretaria de Segurança Comunitária, onde, a partir desta sexta-feira (30), funciona o Centro de Operações e Inteligência da cidade.

As imagens ficam armazenadas por 30 dias e podem servir de prova em casos que envolvam a polícia, como mostra a reportagem do Tem Notícias.

G1