Clientes Sekron
  Esqueci a Senha
Conheça nosso site Institucional ›

Posts Tagged ‘ Arrastão

Dicas de segurança para evitar roubos e arrastões em prédios

Para evitar ações de quadrilhas que roubam condomínios, moradores e funcionários podem tomar algumas medidas básicas de segurança.

Manter um cadastro de visitantes e prestadores de serviço e monitorar o local com câmeras de segurança são algumas das medidas que ajudam a evitar este tipo de ação. Confira outras dicas que podem ajudar a evitar a ação das quadrilhas que fazem arrastão em condomínios:

-Moradores de condomínios não devem deixar as chaves de casa na guarita. Elas podem ser usadas e facilitar ação dos bandidos que invadem os prédios. Caso seja necessário, é melhor deixar com um vizinho;

-Prestadores de serviço precisam ser identificados, ter seus dados anotados e o morador tem de ser avisado e autorizar a entrada. Se o serviço for solicitado por um morador, recomenda-se informar o porteiro;

-Entregadores nunca devem ter acesso aos apartamentos. Os moradores devem ir à portaria para recebimentos;

-Ao atender visitantes, o porteiro deve manter os portões fechados e as pessoas têm de ficar do lado de fora;

-Caso o serviço de um faxineiro faça com que o portão do condomínio fique aberto por muito tempo (levar o lixo para fora; limpeza de calçada), ele deve ter o suporte de outro funcionário. A preferência é sempre que o serviço seja feito com os portões fechados;

-Prédios devem ter dois portões, do tipo clausura ou gaiola, um sob controle do morador e outro, do porteiro;

-Portões de acesso à garagem devem ficar o menor tempo possível abertos, durante a entrada e saída de veículos;

-Prédios devem ter dois portões, do tipo clausura ou gaiola, um sob controle do morador e outro, do porteiro;

-Portões de acesso à garagem devem ficar o menor tempo possível abertos, durante a entrada e saída de veículos;

-Portas de entrada, portões de garagem e equipamentos de segurança precisam sempre estar funcionando. E caso de avaria devem ser consertados imediatamente;

-Funcionário da guarita deve sempre estar atento à movimentação na rua, principalmente quando algum portão for aberto e nunca deve deixar seu posto sem um substituto;

-Prédios com sistema de segurança externa deve dar visibilidade panorâmica das ruas;

-Guaritas de segurança devem ficar próximas à entrada, para aumentar a visibilidade do porteiro;

-As entradas do edifício, assim como outros acessos, devem ser bem iluminadas;

-Síndicos sempre devem exigir documentos originais de candidatos as vagas de funcionários do condomínio. Essa regra também é válida para os moradores;

-Na dúvida sobre a veracidade dos documentos, procure a delegacia mais próxima e peça auxílio da polícia;

-O trabalho de zeladores, porteiros e outros funcionários devem ser regularmente acompanhado pelos síndicos.

Portal Secovi

Seu Condomínio é seguro?

Confira neste teste como está a segurança do seu condomínio e saiba quais pontos pode melhorar

Uma das mais temidas ameaças para um condomínio do ponto de vista da segurança é o crime comumente chamado de “arrastão”, onde várias unidades são assaltadas.

É uma modalidade onde os criminosos costumam utilizar-se de grande violência para dissuadir os moradores a agirem rápido, normalmente com a participação de vários comparsas o que aumenta a necessidade de ter um “ganho” mais elevado.

Para os moradores que sofreram este tipo de violência, a seqüela psicológica é bastante acentuada em virtude da invasão da privacidade e das ameaças aos entes queridos, muito mais valiosa que uma eventual perda patrimonial.

Portanto, a prevenção torna-se ainda mais importante para que o condomínio não seja mais uma vítima deste tipo de crime.

O teste abaixo foi elaborado para mensurar o nível de segurança de seu condomínio. Ao concluí-lo, será apresentado um relatório com suas respostas e comentários importantes para cada questão. Use-o para aplicar possíveis ajustes ou aprimoramentos na segurança de seu condomínio.

http://www.proprofs.com/quiz-school/story.php?title=seu-condomnio-seguro

Fonte: Sindiconet

Bandidos invadiram cinco apartamentos em arrastão em Higienópolis

Ao menos cinco apartamentos de um condomínio da região de Higienópolis, no centro de São Paulo, foram invadidos por criminosos durante um arrastão na madrugada desta terça-feira. O prédio fica a cerca de 50 metros do 7º BPM (Batalhão da Polícia Militar Metropolitana).

A invasão do condomínio, localizado na rua Sergipe, aconteceu por volta da 0h. Um zelador do condomínio afirmou que o grupo deve ter adentrado no local pulando um muro, antes de rendê-lo ao sair do elevador. Outros moradores também foram rendidos e amarrados.

Os criminosos deixaram o local por volta das 7h em dois carros blindados pertencentes a moradores do condomínio. Um dos carros já foi localizado, mas não foram informados detalhes. A PM não soube dizer se foram levados mais objetos além dos carros.

O prédio possui câmeras de segurança e as imagens registradas devem ser entregues a polícia ainda hoje. O caso foi registrado no Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais).

Rodrigo Mesquita – Folha.com

Ladrões roubam 16 pessoas em arrastão em loja de São José

Assalto ocorreu na zona sul da cidade no início da manhã; vítimas dizem que bandidos não cobriram o rosto e estavam calmos

Victor Moriyama

Filipe Rodrigues
São José dos Campos

Quatro homens armados fizeram um arrastão ontem de manhã na Voli Autopeças, que fica na esquina da avenida Andrômeda, na zona sul de São José dos Campos.

Segundo vítimas, os bandidos entraram na loja se passando por consumidores, por volta das 9h. Aos poucos, eles renderam todos os funcionários e clientes, que estavam no local. No total, 16 pessoas ficaram sob o poder dos ladrões.

A ação durou pouco menos de 30 minutos. Os bandidos fugiram do local com aproximadamente R$ 6 mil em dinheiro, 12 aparelhos de DVD para carros, além de itens pessoais dos clientes.

Após o roubo, eles fugiram em um carro prata, segundo testemunhas. Até o final da tarde de ontem, ninguém havia sido preso.

A Polícia Militar afirma que a Avenida Andrômeda é a área com maior policiamento na zona sul e irá analisar o crime para alterar a dinâmica de policiamento.

Ação
Os quatro bandidos entraram na loja e se espalharam. Eles fingiam ter interesse em algumas das mercadorias do estabelecimento.

“É uma loja grande, eles se espalharam e foram rendendo os funcionários e todos os clientes que entravam. Eles nos ameaçavam de morte e continuaram calmos o tempo todo”, diz uma das vítimas.

Os ladrões estavam de cara limpa e, de acordo com o Boletim de Ocorrência, mostraram saber a rotina dos funcionários do comércio.

A loja fica na esquina da avenida Andrômeda com a rua Pedro Tursi, no Jardim Satélite. Mesmo sendo uma região movimentada, a ação dos ladrões não despertou a suspeita dos comércios vizinhos.

“Estranhamos ao ver um carro sair com tudo. Depois disso, vimos várias pessoas saindo nervosas”, diz o funcionário de um posto de gasolina, que fica em frente à loja.

Investigação
A Polícia Civil tenta recuperar imagens de câmeras de segurança do posto de gasolina e do COI (Centro de Operações Integradas), na intenção de reconstituir a movimentação dos bandidos.

O fato de os ladrões não estarem com o rosto coberto durante a ação também poderá ajudar a Polícia Civil a esclarecer o assalto.

“Vamos pedir às vítimas que venham à delegacia olhar o álbum de pessoas que já têm passagem. Pode ajudar na identificação”, diz o delegado Fernando César de Oliveira, do 7º Distrito Policial.

Campo Limpo e Jabaquara têm mais crimes

Por Gio Mendes e Tiago Dantas – JT

Uma série de roubos praticados por ladrões em motos tem preocupado os moradores dos bairros do Campo Limpo e do Jabaquara, na zona sul de São Paulo. As duas regiões lideram o ranking das delegacias que mais registraram casos de violência neste ano. Foram 3.665 ocorrências no Campo Limpo de janeiro a setembro, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP). O Jabaquara teve 3.244 ocorrências no mesmo período. Das dez delegacias com o maior número de crimes violentos, seis ficam na zona sul.

O levantamento, tabulado pelo JT, exclui casos de furto – cometidos sem violência e ameaça contra as vítimas. Mas considera crimes de natureza culposa (sem intenção), como homicídios e lesões corporais em acidentes de trânsito.

Os roubos de pedestres, motoristas e residência predominam nesses bairros. O Campo Limpo registrou 2.559 assaltos à mão armada, contra 2.507 no Jabaquara. Os assaltos cometidos por motoqueiros assustam quem mora próximo da Estação Campo Limpo da Linha 5-Lilás do Metrô.

Desde o início do ano, duas casas e um salão de beleza foram roubados na Rua Guanajá, por homens de moto, de acordo com a cabeleireira Cirênia Souza, de 27 anos. Ela foi uma das vítimas. “A gente não sabe de onde são esses caras (motoqueiros), mas fica assustada”, disse.

As polícias Civil e Militar não informaram quantos roubos são praticados por motoqueiros, mas admitiram que eles são responsáveis por grande parte dos assaltos. O delegado Dimas Pinheiro, titular do 37.º DP (Campo Limpo), afirmou que universitários têm sido alvo de ladrões de moto nos últimos meses. “Os criminosos atacam principalmente mulheres nos pontos de ônibus, assim que elas saem dos cursos à noite”, disse Pinheiro, referindo-se às alunas das universidades Anhanguera e Uniban, ambas na Estrada do Campo Limpo. “A nossa investigação está em andamento, alguns ladrões foram identificados e as prisões temporárias e preventivas estão sendo pedidas”, afirmou o delegado.

A ação dos assaltantes motoqueiros também acontece com frequência no Jabaquara, de acordo com Miriam Eboli Bock, presidente do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) da região. “Tem época que esses motoqueiros fazem um verdadeiro arrastão no bairro. Quando a polícia aperta a fiscalização, montando bloqueios, a gente percebe que a situação melhora”, disse Miriam.

O delegado Genésio Léo Júnior, titular do 35.º DP (Jabaquara), afirmou que o patrulhamento da PM tem ajudado a combater esses roubos. “Já a Polícia Civil investiga todos os casos para identificar as quadrilhas.

Não existe uma preferência em combater apenas determinado tipo de crime, mas claro que privilegiamos os casos com violência e grave ameaça”, disse.

Segundo o capitão Cleodato Moisés do Nascimento, porta-voz do Comando de Policiamento da Capital (CPC), a PM realiza há sete meses a Operação Cavalo de Aço procurando diminuir os crimes cometidos por motoqueiros. Segundo o capitão, de março até o mês passado a PM fiscalizou 75.336 motos em vários pontos da capital. Desse total, 94 motoqueiros foram presos com motos roubadas ou furtadas. Outras 7.382 motos foram apreendidas pela polícia por falta de documentação e por irregularidades nas peças.

Outro índice preocupante nas regiões é o de lesão corporal dolosa (quando há intenção de ferir), que ocorre principalmente em brigas entre vizinhos e parentes. Foram 471 casos desse tipo no Campo Limpo e 474 no Jabaquara. O número de lesões corporais em acidentes de trânsito é alto no Campo Limpo, com 448 casos. Outros acidentes terminaram em 12 mortes. De acordo com o capitão Moisés, para tentar reduzir os casos de acidentes de trânsito com mortos e feridos, a PM também realiza blitze com o objetivo de deter motoristas que dirigem embriagados ou em alta velocidade.

Os casos de lesão corporal dolosa, provocados por brigas, são difíceis para a polícia combater. “São brigas dentro de casa, no trânsito ou em bar. É um tipo de ocorrência difícil de acabar porque acontece longe da ação da polícia”, disse o delegado do 35.º DP.

Polícia vai usar imagens de arrastão a restaurante para identificar ladrões

14/07/2011 10h51 – Atualizado em 14/07/2011 10h51

Clientes foram roubados enquanto assistiam jogo da seleção brasileira.
Câmeras de segurança gravaram ação na Zona Oeste de SP.

Do G1 SP, com informações do Globo Notícia

A polícia vai usar as imagens das câmeras de segurança do restaurante em Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo, onde ocorreu um arrastão na noite desta quarta-feira (13), para tentar identificar os assaltantes.

Quatro homens armados assaltaram cerca de 30 clientes que assistiam ao jogo Brasil e Equador. Segundo o proprietário do restaurante, as câmeras de segurança gravaram toda a ação.

Segundo a polícia, dois homens encapuzados e outros dois com os rostos descobertos participaram do crime, que durou cerca de cinco minutos. Eles levaram dos clientes e dos funcionários dinheiro, bolsas, carteiras e celulares. Ninguém ficou ferido. Este é o quarto assalto a restaurante na região em pouco mais de um mês.

Criminosos aproveitam trânsito ruim e fazem arrastão na Marginal Pinheiros

Motoristas de sete veículos foram assaltados na pista sentido Interlagos.
Polícia foi chamada, mas nenhum ladrão foi encontrado.

Do G1 SP

Ladrões aproveitaram o trânsito lento da Marginal Pinheiros, em São Paulo, e fizeram um arrastão na noite desta segunda-feira (13).

Motoristas de sete veículos foram assaltados na pista sentido Interlagos, na altura da curva da Usina de Traição.

Segundo as vítimas, os criminosos quebraram os vidros dos carros e levaram bolsas, joias e aparelhos eletrônicos. A polícia foi chamada e até o helicóptero Águia, da PM, sobrevoou a região. Nenhum ladrão, porém, foi encontrado.

“Eles me deu um murro”, afirmou a enfermeira Evelin Brancalhão, uma das assaltadas. Outras vítimas dizem que deixarão de usar o caminho para voltar para casa.

Dicas de Segurança em Restaurantes

 

A Sekron Alarmes ouviu o consultor Heitor Coronado, que dá dicas de como não ser a próxima vítima de um arrastão em restaurante. Ou sair ileso quando ele for inevitável.

São elas: 

- Prefira locais amplos, envidraçados, bem iluminados, com mesas na calçada. Eles têm menos chance de ser alvo que bistrozinhos discretos em ruas desertas, onde ninguém enxerga o que se passa lá dentro. 

- Evite o final do expediente dos restaurantes, quando o caixa se torna mais atrativo e o pouco movimento nas ruas facilita a fuga.  

- Minimize as perdas: leve a carteira enxuta. Nada de andar com todos os talões de cheque, cartões de crédito e documentos ou você terá mais trabalho para recuperá-los.  

- Não deixe celulares a mostra, em cima da mesa. Se ele já estiver ali quando o assalto começar, não esconda assim você evita que o ladrão se sinta contrariado e o ajuda a sair o mais rápido possível. 

- Escolha entre levar o rádio ou o smartphone. Não ande com ambos. Certifique-se de que as informações contidas no celular podem ser protegidas (com senhas, por exemplo) e faça cópias de segurança de sua agenda regularmente.  

- Jamais tente negociar, por exemplo, pedindo que não levem seus documentos. Lembre-se de que eles estão tensos e, quanto menos atrito, melhor.  

- Cumpra o que ele pede: mãos para cima, olhe para baixo, deite no chão…  

- Nada de heroísmo. Não acene para pedestres ou tente telefonar para alguém. Nunca tente fugir ou reagir.  

- Ao observar uma pessoa parada do outro lado da rua há muito tempo, ligue para o 190 e peça uma viatura.  

- Registre a ocorrência. Só assim os criminosos serão reconhecidos.