Clientes Sekron
  Esqueci a Senha
Conheça nosso site Institucional ›

Posts Tagged ‘ Crimes contra o patrimônio

Comando da Polícia Civil cobra mais resultados no Vale

Maio 12, 2011 – 05:00

O delegado geral disse ontem, em Taubaté, que a corporação deve priorizar investigação de crimes

Luara Leimig – O Vale
Taubaté

Diante da violência e dos índices criminais na região, o comando da Polícia Civil do Estado de São Paulo cobrou ontem mais agilidade e rigor nas investigações de crimes no Vale do Paraíba. Homicídios, tráfico de drogas e crimes contra o patrimônio devem ser as prioridades dos policiais.

O delegado geral de Polícia Civil de São Paulo, Marcos Carneiro Lima, esteve na manhã de ontem reunido por três horas na Delegacia Seccional de Taubaté com os delegados de todas as seccionais da região e o comando do Deinter 1 (Departamento de Polícia Judiciária do Interior).

Durante a reunião o delegado cobrou empenho dos delegados e pediu que toda a polícia da região esteja focada em fazer o trabalho que é de responsabilidade e competência da Polícia Civil, o de investigar.

“Os investigadores e delegados têm que ir para a rua, estar em campo colhendo provas para conseguir sustentar inquéritos que produzam efeito para o judiciário durante os processos, não esperar que as provas caiam na delegacia por meio de denúncias e encaminhar processos sem provas que depois o Ministério Público não consegue levar adiante. O trabalho da Polícia Civil é investigar e não fazer patrulhamento e blitze, isso cabe a PM”, disse.

Segundo Lima, ele vai acompanhar o desenvolvimento do trabalho dos delegados na região e cobrar resultados efetivos.

Integração com PM – Outra cobrança apresentada na reunião foi o de estreitamento do trabalho integrado com a Polícia Militar. Para o delegado geral é preciso que as duas corporações apoiem uma a outra no trabalho.

Efetivo – Segundo Lima, a região deve receber efetivo de reforço de policiais civis, mas ainda não existe uma data definida para que isso ocorra. “Já estão ocorrendo concursos para a seleção de novos homens que virão para o Vale do Paraíba, mas eles ainda precisam passar pelo período na academia de polícia e somente no segundo semestre poderemos contar com este reforço.”

O número de efetivo que deve ser deslocado para o Vale também não foi definido. Outra proposta divulgada ontem pelo delegado para tentar otimizar o trabalho da polícia foi a reestruturação dos cargos, que segundo o delegado, passarão dos atuais 14, para sete, liberando mais homens para os setores de investigação.

Criminalidade – O aumento da violência em Taubaté, que já registrou pelo menos 26 assassinatos este ano e esclareceu quatro, também chamou a atenção do delegado.

“Não adianta você ter índices em queda, mas com ocorrências de crimes violentos que chocam a população ocorrendo na cidade, é preciso uma ação rápida.”

Comandante geral da Polícia Militar fala dos números da criminalidade em Sorocaba

A queda de 70,4% no número de homicídios, as 130 mil prisões em flagrantes e as apreensões de 20 toneladas de drogas foram alguns dos tópicos abordados

Da Redação / TV Tem

O comandante geral da Polícia Militar de São Paulo, Álvaro Batista Camilo, esteve na sexta-feira (29) em Sorocaba. Ele se reuniu com representantes da polícia da região e quis dividir com a comunidade alguns números positivos do trabalho da Polícia Militar.

Álvaro Batista Camilo comemorou os bons número registrados pela Polícia Militar e que foram divulgados recentemente. Como a queda de 70,4% no número de homicídios, as 130 mil prisões em flagrantes e as apreensões de 20 toneladas de drogas e as 22 mil armas apreendidas.

O comandante disse que o foco é reduzir os crimes contra o patrimônio como roubos e furtos. Álvaro Batista ainda informou que a Polícia Militar está preparada para colocar em cumprimento a determinação do governo do estado de que a partir de agosto crimes de menor gravidade terão os boletins de ocorrência registrados pela Polícia Militar.

Homicídios caem mais de 40% na cidade de São Paulo, diz governo

 

15/04/2011 11h34 – Atualizado em 15/04/2011 15h04

No estado, a queda chega a 18,9% no primeiro trimestre, segundo Alckmin.
Pela primeira vez o estado atende aos índices da OMS.

Do G1 SP

O número de homicídios na cidade de São Paulo no primeiro trimestre de 2011 caiu 41% em comparação com igual período do ano passado, informou na manhã desta sexta-feira (15) o governador Geraldo Alckmin. O número relativo ao estado, segundo ele, diminuiu 18,9%.

Durante evento de entrega de carros e de homenagem a policiais no quartel da Rota, no Centro de São Paulo, Alckmin disse que pela primeira vez o estado atende aos índices estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

“Pela primeira vez em toda a série histórica o estado de São Paulo atende aos índices da OMS, que estabelece que seja abaixo de dez por cem mil habitantes. São Paulo chega a 9,52 no primeiro trimestre”, afirmou o governador.

O governador não adiantou os números dos outros indicadores – são 18 crimes no total –, mas o secretário de Segurança Pública, Antônio Ferreira Pinto, informou que houve um aumento no índice de alguns crimes contra o patrimônio, como roubo e furto de carros.

O secretário também afirmou que o governo se preocupa com todas as regiões do estado, mas que algumas vão demandar atenção maior, como Piracicaba, onde o número de homicídios aumentou. “Houve um aumento maior em Piracicaba de homicídios, bem maior do que nas outras regiões. Vamos analisar detalhadamente e vamos deslocar o policiamento para esses locais.”

Alckmin vistoria equipamentos utilizados pela polícia de SP (Foto: Juliana Cardilli/G1)

Transparência
Segundo o governador, ainda nesta sexta os dados relativos ao primeiro trimestre e ao mês de março em específico serão divulgados. A publicação será mensal e ocorrerá aos dias 15 no site da Secretaria da Segurança Pública.

“Nós vamos começar publicando por distrito [policial] e, no futuro, podemos fazer até por bairro. Queremos transparência absoluta. Esse é o caminho, nós irmos cada vez mais divulgando.”

Questionado a respeito do grande número de policiais civis expulsos no último ano, o governador afirmou que isso foi necessário. Reportagem da edição desta sexta do jornal “Folha de S.Paulo” afirma que 219 policiais civis foram demitidos em 2010 – mais que o triplo dos casos registrados em 2009.

“O secretário Ferreira Pinto colocou bem que esse é um numero do qual não nos orgulhamos, mas ele é necessário. Nós queremos ter uma polícia extremamente preparada, séria. Casos excepcionais, seja de desvio de conduta, seja de corrupção, serão tirados da polícia.”

Reforma de delegacias
Ferreira Pinto também disse, no evento, que espera que ainda neste ano sejam iniciadas as reformas de 168 delegacias paulistas. “Estão em péssimas condições, algumas estão em situação de tragédia. Vamos começar [a reforma] assim que possível”, afirmou.

Assista ao vídeo dessa matéria: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2011/04/homicidios-caem-mais-de-40-na-cidade-de-sao-paulo-diz-governo.html