Clientes Sekron
  Esqueci a Senha
Conheça nosso site Institucional ›

Posts Tagged ‘ Golpe

Cliente de lotérica é alvo de ladrão

Camilla Haddad – Jornal da Tarde
Ladrões que roubam casas lotéricas e aterrorizam clientes agora também têm seguido suas vítimas logo após elas saírem desses estabelecimentos. Dos 210 ataques contra as lotéricas da capital e Grande São Paulo no ano passado, 71 foram casos de “saidinha”, quando a pessoa é abordada logo após deixar o local. Na capital, a zona sul é a que mais concentra esse crime, com 22 registros.

Os assaltos envolvendo saques em casa lotérica incluem até mesmo o chamado golpe do ‘boa noite Cinderela’. Na zona leste, por exemplo, dois aposentados acabaram caindo na ‘armadilha’ de suspeitos que, após se passarem por amigos de bar, teriam dopado as vítimas e levado mais de R$ 4 mil em dinheiro. Em um dos roubos, o assaltante se dizia vendedor de terras fora de São Paulo. Antes da abordagem, as duas pessoas tinham passado nas casas de aposta para sacar a aposentadoria.

O consultor de segurança Nilton Migdal explica que as lotéricas têm funcionado como uma extensão dos bancos, onde as pessoas fazem saques e pagam contas. Isso, segundo ele, tem despertado cada vez mais a atenção de bandidos, principalmente porque não existem seguranças armados como nos bancos.

Durante as ocorrências de ‘saidinha de lotérica’ não houve feridos. Já os roubos contra os estabelecimentos em horário de funcionamento não terminaram sem consequências graves. Em março de 2011, um sargento reformado da Polícia Militar morreu ao reagir a um assalto na Lotérica Caminho da Fortuna, na região de Santo Amaro, zona sul. O policial matou um suspeito, mas foi baleado em revide pelo comparsa e morreu. Dois outros bandidos fugiram sem roubar nada.

Em dezembro, uma dona de casa de 56 anos foi roubada quando deixava uma casa lotérica na região do Sacomã, zona sul. Segundo ela, R$ 300 e mais o cartão do PIS foram roubados por um casal armado.

Outros documentos relacionados ao INSS também foram levados. A ação durou pouco mais de dez segundos.

A gerente de uma lotérica da Rua Pamplona, Jardins, explica que os crimes têm sido cada vez mais comuns. O estabelecimento em que trabalha foi assaltado três vezes em 2011. Dois casos ocorreram em um intervalo de 20 dias. Depois dos ataques, ela conta que o proprietário pensa em blindar o comércio e instalar lanças sobre os balcões de atendimento.

Segundo a gerente, há também outros tipos de golpes. “Teve gente que chegou desesperada para depositar dinheiro durante aqueles trotes em que o ladrão fala que está com alguém da família.”

A dona de casa Marcia Pontes, 52 anos, diz que agora evita ir a casas lotéricas. Ela pede para os filhos pagarem as contas via internet.
“Entrar em banco e lotérica dá medo”.

Com a proibição do uso de celular em bancos, bandidos usam nova tática para golpe

Enquanto um ladrão simula uma operação com o gerente, o outro se posiciona na fila. Eles se comunicam por sinais. Policiais desconfiaram do golpe. Bandidos foram identificados por investigadores, passaram a ser vigiados e foram presos.

Fonte: G1

Homem é dopado e assaltado no interior de São Paulo

As imagens mostram exatamente como é aplicado o chamado golpe Boa Noite Cinderela. Prostitutas colocam o sonífero na bebida de um homem e, depois que ele adormece, o assaltam. A ação foi registrada pelas câmeras da prefeitura de São José dos Campos.

Fonte: G1

Ladrões roubam carro com golpe da ‘gasolina vazando’

Quando a pessoa desce do veículo, é rendida e o automóvel é levado
O Vale – São José dos Campos

Duas pessoas foram vítimas de um novo golpe aplicado por ladrões de carro em São José dos Campos.

Segundo a Polícia Civil, os ladrões dizem à vítima que o carro está vazando gasolina. Quando a pessoa desce do veículo, é rendida e o automóvel é levado.

Os crimes aconteceram nas últimas duas semanas na saída de estacionamentos de grandes estabelecimentos comerciais da cidade.

Casos
O primeiro registro deste golpe aconteceu na segunda-feira da semana passada, quando uma mulher deixava o estacionamento do hipermercado Carrefour, no Jardim das Indústrias, zona oeste de São José.

O outro aconteceu no último dia 18, quando o cliente saía do Vale Sul Shopping.

De acordo com o delegado Antonio Sergio de Oliveira, o veículo da primeira vítima foi localizado nesta semana, na zona leste de São Paulo.

“Isso mostra que, provavelmente, quem cometeu estes crimes não é da região. Veio para cometer o crime e fugiu”.

André Anacleto, gerente comercial do Vale Sul, diz que o crime desta segunda-feira foi flagrado pelas câmeras de segurança do local. “Estamos colaborando com a polícia”.

Direito
Neste ano, pelo menos 12 casos de furto a veículos dentro de estacionamentos foram registrados na cidade.

Para o Procon, a vítima tem direito a ser ressarcida. “Mesmo se o estacionamento for gratuito, o estabelecimento é responsável pelo patrimônio do cliente”, diz Sérgio Werneck, gerente do Procon.