Clientes Sekron
  Esqueci a Senha
Conheça nosso site Institucional ›

Posts Tagged ‘ Gonzaga

Santos vai triplicar número de câmeras

Atualmente com 38 câmeras, o Sistema Integrado de Monitoramento (SIM) de Santos vai incorporar outras 49. A projeção não inclui o incremento na segurança do Orquidário, que contará com 48 equipamentos a partir de novembro.

As novidades serão o reforço da vigilância por vídeo no ginásio poliesportivo Arena Santos (Av. Rangel Pestana,184 – Vila Mathias), na orla e a chegada do monitoramento ao Gonzaga.

A Arena Santos já conta com um equipamento ligado ao SIM. “Em breve, vamos dotar este espaço com mais cinco câmeras. Além disso, seis equipamentos serão instalados em áreas comerciais do Gonzaga”, afirma o secretário municipal de Segurança, Claudio Trovão.

A orla é outro ponto que terá o monitoramento por vídeo reforçado: o total de câmeras vai passar de 22 para 40. “Estas 18 câmeras que vão chegar integram o projeto de revitalização, que compreende a reformulação dos quiosques da praia”, diz Trovão.

De acordo com ele, os equipamento serão adquiridos por meio de repasse do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias (Dade).

Já as 20 câmeras restantes serão doadas pela Petrobrás para o monitoramento do Centro Histórico e do Valongo.

Michella Guijt – A Tribuna

Santos ganhará 61 novas câmeras de segurança

Hoje, Santos conta com 33 câmeras; com as novas aquisições, cidade terá 94 equipamentos
Do Metro Santos

Santos vai ganhar mais 61 novas câmeras de monitoramento eletrônico até o final do ano, segundo o secretário de Segurança, Carlos Trovão.

Os equipamentos serão adquiridos por entidades privadas, por meio de emenda parlamentar, além de verba do Governo do Estado. As câmeras serão interligados ao SIM (Sistema Integrado de Monitoramento).

Segundo o secretário, a Petrobras instalará 20 câmeras na região Central. Já a orla contará com 18 câmeras, provenientes de verba do Dade (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias). A cidade contará ainda com mais 17 espalhadas pelos bairros: Ponta da Praia, Gonzaga, Pompéia e Marapé, através de verba parlamentar da Câmara Municipal.

Além de 6 equipamentos no Centro Histórico, comprados pela Associação Comercial e Museu do Café. “A nossa meta é estar com todas as câmeras instaladas até o final do ano. As primeiras que devem ser instaladas são as câmeras adquiridas pela Petrobras, na região Central, pois a empresa já fez licitação para a compra. As câmeras que serão adquiridas através de emenda parlamentar também já estão em processo de compra”, disse Trovão.

Hoje, o sistema conta com outras 33 câmeras. Com os outros 61 pontos de monitoramento, no total, 94 câmeras vão gerar imagens 24 horas por dia. “Desde que o SIM foi criado foram feitas mais de 35 mil intervenções, quase 2.500 por mês”.

Auxílio nas investigações
Segundo o especialista em segurança patrimonial e pessoal, Vinícius Vaz Ferreira, as câmeras de monitoramento ajudam a inibir e auxiliam na investigação de alguns crimes.

“A câmera tem efeito psicológico inibidor. Às vezes ela nem funciona, mas a pessoa acha que está sendo filmada. Sem contar no auxílio às investigações. O crime não começa no ato. O marginal, muitas vezes já está seguindo aquela pessoa, ou está rondando o bairro. Esses equipamentos ajudam a compor o cenário do crime, para onde ele fugiu, o carro ou moto que o marginal estava usando, a placa desses veículos. São informações que muitas vezes levam a polícia ao autor do crime”.

Prefeitura de Santos instala nove câmeras de monitoramento em centros comerciais


Secretaria de Comunicação de Santos / Foto: Tadeu Nascimento

A Prefeitura de Santos firmou nesta segunda-feira (5) parceria para instalar mais nove câmeras de segurança do SIM (Sistema Integrado de Monitoramento) no Gonzaga e na Avenida Pedro Lessa. Além destas, há cerca de uma semana está em operação uma câmera na entrada de Santos (Av. Nossa Senhora de Fátima com Av. Martins Fontes).

Os mais recentes investimentos foram anunciados pelo prefeito João Paulo Tavares Papa durante reunião com representantes do comércio, supermercados e bancos e vereadores, no salão nobre. Serão seis câmeras no Gonzaga, compradas com recursos do CDL Gonzaga e Shopping Miramar, e por meio de emenda parlamentar.

As câmeras serão instaladas nos seguintes trechos: Av. Ana Costa com a Praça da Independência, com Rua Otton Feliciano e com a Av. Francisco Glicério; nos cruzamentos da Av. Floriano Peixoto com R. Pereira Barreto; R. Marcílio Dias com R. Otton Feliciano e R. Galeão Carvalhal com R. Carlos Afonseca.

Já os três equipamentos da Av. Pedro Lessa, adquiridos com emenda parlamentar, serão colocados nas esquinas com a Av. Senador Dantas, canal 5 e Rua Lacerda Franco.

Somadas a outras 18 câmeras que serão subsidiadas pela Petrobras no Valongo, Vila Mathias, Paquetá, Vila Nova (área do Mercado Municipal) e Centro Histórico, por meio de convênio já formalizado com a prefeitura, Santos praticamente dobrará o número de câmeras de monitoramento. Hoje, estão em operação 30 distribuídas na orla da praia, Alemoa, Centro e uma móvel.

“Já temos um dos mais modernos sistemas de monitoramento do país e bons índices de segurança, que podem avançar e melhorar. Esse investimento deve ser expandido através de parcerias para proporcionar à população o melhor em termos de segurança”, diz Papa.

Segundo ele, o grande investimento de implantação foi feito pela Prefeitura, que também promove a manutenção do SIM. Sua operação é compartilhada entre Administração Municipal, CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) e polícias Civil e Militar. “O desafio agora é ampliar a rede de monitoramento, por meio de parcerias com a iniciativa privada”.

Cada câmera custa aproximadamente R$ 40 mil. O presidente do CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) Santos-Praia, Nicolau Obeidi, aprovou as medidas: “Elas darão mais tranquilidade ao centro comercial do Gonzaga e à cidade inteira, além de propiciar maior sensação de segurança à população”.

Equipamento
O sistema de monitoramento santista opera 24 horas e tem grande alcance, pois conta com câmeras blindadas e de boa captação noturna. Elas possuem capacidade de rotação e até 800 metros de zoom, incluindo raio de 1.600 metros.

O monitoramento permite também melhor controle do trânsito pela CET e mais rapidez de atuação em casos de acidentes, congestionamentos e outras ocorrências.

Desde sua implantação, em 2006, contribuiu na redução de até 70% da incidência de roubo nos locais servidos por câmeras. As imagens gravadas também servem de subsídio para investigações e como provas para a justiça e polícia.

Fonte: Jornal da Orla