Clientes Sekron
  Esqueci a Senha
Conheça nosso site Institucional ›

Posts Tagged ‘ Invasões

Reforçar a segurança de residências garante férias de julho mais tranqüila

Para ter férias tranqüilas com a família em Julho, muitas pessoas reforçam a segurança e contam com a tecnologia para vigiar os bens mesmo a distância. Junto com essa programação da folga educacional e do trabalho surgem também estratégias para deixar a casa livre de assaltos, invasões ou vandalismo.

A fragilidade deste período está na ausência de pessoas ou de movimento nas residências, o que facilita a ação de bandidos, que encontram a oportunidade de agir com pouco risco, pois conseguem fazer furtos com facilidade, executando até em etapas, passando dois, três dias na ação criminosa. Muitas vezes o furto só é percebido quando os moradores retornam.

Com o avanço da tecnologia a internet se torna um aliado da segurança, pois já é possível acompanhar o que acontece em casa através das câmeras que pode ser monitoramento a distância, além disso há alarmes. Para buscar maior segurança de residências o fundamental é fazer um projeto com uma empresa especializada, que levará em consideração as combinações de fatores como topografia, iluminação, espaço, entre outros. Depois deste primeiro estudo combinarão dispositivos e recursos de alarmes e imagens. Atualmente há equipamentos de ultima geração, com fio ou sem fio, com conectividade local ou remota e para monitorar a residência a distância basta apenas possuir um provedor de internet banda larga com boa capacidade de transmissão de dados.

Para a execução do projeto uma serie de fatores são avaliados: o objetivo pode ser apenas de preservar o patrimônio, o foco pode ser monitorar as pessoas que nele se encontram, ou os dois, pode ter o escopo defensivo, visando reação ou ostensivo, visando a prevenção.

Hábitos, rotinas e estilo de vida tem grande relevância para adequação do projeto.

É possível fazer projetos de segurança independente de perfis variados no que se refere ao aspecto técnico ou financeiro, ou seja, podemos partir de uma verba para um projeto ou vice versa.

Fonte: Portal Nacional de Seguros

Segurança Eletrônica

Um sistema eficiente de Segurança Eletrônica é um importante aliado na prevenção de invasões e arrombamentos, ajudando a combater roubos e assaltos a empresas de qualquer porte ou residências.

Para sua segurança:
- Nunca passe informações sobre o seu sistema de alarme por telefone sem antes pedir a contra-senha de seu serviço de monitoramento 24 horas.

- Mantenha seus dados atualizados junto a Central de Monitoramento 24 horas. Sem estas informações nossa central não poderá avisá-lo de disparos ocorridos prejudicando a sua segurança.

- Antes de viajar, comunique à Central de Monitoramento o período que estará ausente, informando o nome e o número telefônico das pessoas que irão ficar responsáveis pelos contatos em caso de necessidade.

- Não permita que pessoas não autorizadas pela tenham acesso ao seu sistema de alarme.

- Nunca negligencie os disparos de seu sistema de alarme, dirija-se até o local e certifique que está tudo em ordem.

– Ao fazer reformas ou mudanças em sua casa ou empresa certifique-se de que nenhum dos componentes de seu sistema de alarme foi afetado. Exemplo: ao se remanejar móveis e divisórias, você pode esconder os sensores de presença impedindo o seu funcionamento e deixando o ambiente desprotegido.

- Nunca esqueça de ativar o seu sistema de alarme.

Número de arrastões em restaurantes e condomínios de São Paulo assusta moradores

Só em 2012 já foram registrados 26 arrastões em restaurantes e condomínios da cidade. No último domingo, 30 pessoas foram rendidas durante ação violenta em uma pizzaria.

A ação violenta dos bandidos tem sido uma das características dos arrastões em restaurantes e condomínios de São Paulo. No domingo (27), 30 clientes comiam em uma das mais tradicionais pizzarias da cidade, quando seis homens bem vestidos anunciaram o assalto. Eles foram agressivos e roubaram carteiras, celulares e bolsas.

A polícia está no encalço das quadrilhas, que já realizaram 26 arrastões na cidade só este ano. Na semana passada, policias apreenderam uma parte do arsenal usado pelos bandidos e já descobriram como as quadrilhas costumam agir. No caso das invasões de condomínios, os ladrões costumam usar disfarces para enganar os porteiros e moradores.

Já os arrastões em restaurantes duram em média, cinco minutos, e no máximo dez minutos. Os assaltantes costumam estudar muito bem o ambiente e também programar quanto tempo o assalto vai demorar.

Por isso, é muito importante que a vítima desse tipo de crime saiba como se comportar. “Jamais esboçar reações diferentes e, se for o caso, avisar que vai buscar a carteira. Não encarar o criminoso, pois para ele é uma ofensa. Sempre que solicitar pertence entregue”, explica o porta-voz da Polícia Militar de SP, capitão Cleodato Moisés.

O capitão orienta as vítimas a não negociar com os bandidos: “A não ser que ele dirija algumas perguntas, porque a vitima querendo buscar conversa pode ser uma afronta para o criminoso”.

Outro cuidado importante é estar atento aos movimentos que se faz. “Eles estão tensos e qualquer tipo de movimento, para ajustar a roupa, por exemplo, pode levar o bandido a pensar que a vítima está pegando uma arma ou tentando ligar para a polícia”, alerta o capitão.

O personal trainer Cristiano Maffra ficou trancado com os vizinhos em um depósito, quando 20 bandidos invadiram o prédio onde ele mora. “Você chegava, eles rendiam armados e iam levando para o salão de festa. A gente era amarrado pelos punhos, às vezes pelos pés, amordaçados e íamos sentando no chão, olhando para baixo. Depois eles subiam com cada um desses moradores e iam pegando os pertences no apartamento de cada um. Eles perguntavam o que tinha, você dizia, eles subiam e buscavam tudo”, relata.

Fonte: G1

Mais 30 câmeras vão fiscalizar visitantes no rodeio de Barretos

Ana Sousa – Folha.com (Cotidiano)

A organização da Festa de Peão de Barretos instalou neste ano cerca de 30 novas câmeras no Parque do Peão para reforçar o monitoramento da circulação de visitantes.

No ano passado, o sistema de segurança do evento contava com outras 25, que continuam sendo usadas.

Com a ampliação, pontos no estacionamento e no acesso ao Parque do Peão antes sem cobertura poderão passar a ser controlados.

Segundo o consultor de estratégia e marketing de Os Independentes (organizadores da festa), Marcelo Murta, o aumento nas câmeras de monitoramento deve ajudar a coibir “invasões”, além de auxiliar na identificação de responsáveis por roubos ou furtos no local.

A ação do Conselho Tutelar também deve ser beneficiada pelo aumento do controle no Parque do Peão, já que as câmeras também poderão monitorar pontos de venda de bebidas alcoólicas.

A vigilância das câmeras será realizada em parceria com a Polícia Militar, como em anos anteriores.

O Parque do Peão é monitorado por câmeras desde 2002.

Onda de assaltos leva medo aos balcões das farmácias brasileiras

Bandidos têm escolhido as farmácias como alvo. Assaltos, furtos, invasões estão sendo registrados em todo o país.

Uma onda de assaltos tem levado medo aos balcões das farmácias brasileiras. Em Aracaju, uma farmácia já foi assaltada 40 vezes. No interior de São Paulo, também são muitos casos.

São flagrantes de muita violência. O número de assaltos tem crescido porque as farmácias passaram a receber pagamentos de contas, o que fez aumentar a quantidade de dinheiro no caixa. Além disso, remédios caros também passaram a ser muito procurados pelos ladrões.

Um homem entra na farmácia. Tranquilo, ele parece procurar um produto nas prateleiras. Em seguida, vai até o balcão mostra a arma, pega o dinheiro e sai caminhando. A ação foi em uma farmácia de Jundiaí, interior de São Paulo. Em outro assalto, cinco homens levam os clientes para o fundo da farmácia e depois carregam sacos e caixas com os produtos.

Em Franca, dois rapazes entram com a arma em punho. Um deles coloca o capuz só depois de ver as câmeras de segurança. Enquanto um aguarda, outro pega os malotes com dinheiro do cofre. Depois volta com outro funcionário e rouba celulares, carteiras e documentos.

“Eles me colocaram de joelhos perto do caixa. Foi muito horrível”, contou a gerente da farmácia, Sueli Aparecida Moreti.

São cenas que se repetem em vários outros lugares. O dono de uma farmácia em Aracaju já foi assaltado 40 vezes. “Esse agora completou 40 assaltos. Isso é uma vergonha. Isso em 12 anos. A gente às vezes pensa até em fechar, porque não tem como a gente trabalhar”, lamenta o dono.

Não existe uma estatística oficial das ocorrências de furtos e roubos em farmácias do país, mas segundo o Conselho Regional das Farmácias do estado de São Paulo, nos últimos dois anos houve um aumento significativo das reclamações, principalmente nas grandes cidades. O motivo seriam os serviços oferecidos que aumentaram neste período.

“Recebimento de contas bancárias, como água, luz e telefone, gera um aumento de dinheiro e posse da drogaria ou da farmácia”, explica Leonel Francisco Almeida Leite, diretor do Conselho Regional de Farmácias.

O representante do conselho destaca o interesse dos bandidos por medicamentos de alto custo e aqueles fáceis de comercializar. Ele acredita que a solução seria ter mais policiamento.

“Diminuir o índice de violência, ou seja, aumento do efetivo na rua, aumento de policiamento e da ronda ostensiva. É a única maneira de nós temos para conseguir reverter um pouco esse quadro”, sugere Leonel Francisco Almeida Leite.

Boa parte das farmácias já possui câmeras de segurança. Elas podem até não ter inibido a ação dos criminosos, mas as imagens serão importantes nas investigações policiais.

Fonte: G1 – Bom Dia Brasil