Clientes Sekron
  Esqueci a Senha
Conheça nosso site Institucional ›

Posts Tagged ‘ Passageiros

Após roubo de R$ 3,9 milhões, PM quer discutir segurança em Viracopos

Na terça-feira (23) ladrões levaram carga de eletrônicos da Apple.
Secretaria de Segurança aponta aumento de 45% nos roubos e furtos.

Um dia após cinco homens armados roubarem R$ 3,9 milhões de uma carga de eletrônicos da Apple no terminal de cargas do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP). A Polícia Militar admite que um novo plano de segurança para a área precisa ser discutido.

“Será agendada uma reunião com a Infraero, Polícia Federal e empresas que trabalham nos galpões de Viracopos para um novo planejamento de segurança”, disse o comandante interino da 1ª Cia de Campinas, tenente Júlio César Tirabassi.

Atualmente, a PM faz a segurança no saguão do aeroporto nos horários de maior movimento de passageiros.“Fazemos ainda rondas motorizadas na área do aeroporto”, disse o oficial da PM.

Sobre o roubo no galpão da TAM, a empresa aérea informou em nota conjunta com a Secretaria de Aviação Civil, que o controle de acesso e de segurança das instalações é de responsabilidade da aérea.

A Secretaria de Aviação Civil ressalta que a segurança do local onde ocorreu o roubo não é de responsabilidade da Infraero, pois não está situada dentro da área restrita do terminal.

Dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo apontam que entre os meses de janeiro e agosto de 2012 Viracopos registrou aumento de 45% nos roubos e furtos.

Os casos saltaram de 235 para 341, segundo a secretaria. Estes números se referem a roubos e furtos dentro e na área do estacionamento.

“Nós chegamos e andamos em grupo. Deveria ter um traslado. É muito perigoso”, disse a secretária Maria Marta Souza Teodoro, sobre o estacionamento do aeroporto. A estudante Mayra Cristina Teodoro também reclamou da falta de iluminação no estacionamento de Viracopos. “Não tem segurança. Quando chegamos aqui é muito escuro”, disse ela.

A empresa que administra o estacionamento informou que está em contato com o consórcio que ganhou a concessão de Viracopos para a implantação de medidas de seguranças. A instalação de câmeras é uma das possibilidades, além de rondas.

Fonte: G1

Crescem furtos em aeroportos de São Paulo no início do ano

Fabiano Nunes – JT
Entre janeiro e fevereiro houve aumento de 47% nos casos de furtos nos dois principais aeroportos de São Paulo, de acordo com as estatísticas da Secretaria da Segurança Pública. Somados, Congonhas, na zona sul da capital, e Cumbica, em Guarulhos, Grande São Paulo, registraram 290 casos no primeiro bimestre de 2012. Nos dois primeiros meses do ano passado a Polícia Civil havia registrado 197 ocorrências.

O delegado-geral da Polícia Civil, Marcos Carneiro Lima, disse que as delegacias dos aeroportos vão focar o trabalho agora na investigação das quadrilhas que furtam bagagens. Contados separadamente, o aeroporto de Cumbica foi o que registrou mais casos: 240 furtos no primeiro bimestre deste ano contra 155 no mesmo período de 2011, aumento de 54%. Em Congonhas foram 50 casos este ano, crescimento de 19% em relação ao mesmo período de 2011 (42 casos). As polícias Federal e Civil acreditam que o aumento de furtos está ligado ao crescimento do fluxo de passageiros.

Segundo o delegado titular do aeroporto de Cumbica, Ricardo Guanaes Domingues, as malas mais visadas são as de passageiros de voos internacionais. “Principalmente de quem chega dos Estados Unidos, Argentina, da Europa e de países de onde os passageiros trazem produtos eletrônicos”, afirmou. Em fevereiro, seis funcionários, responsáveis pelo carregamento das malas entre a esteira e a aeronave, foram presos.

O esquema funcionava da seguinte forma: as malas, que deveriam seguir para as esteiras do desembarque internacional, eram desviadas pelos funcionários para a área de desembarque doméstico. De lá, um integrante do grupo saía com a bagagem como se fosse passageiro. Na área de voos domésticos há pouca revista e a saída, depois de pegar a mala na esteira, é quase imediata. Por isso, era onde os bandidos encontravam trânsito livre para agir.

“As investigações são baseadas nas estatísticas. É preciso mapear o modo de agir, os locais e os golpes que são aplicados para identificar e prender os responsáveis”, disse o delegado-geral.

De acordo com o delegado titular do Aeroporto de Congonhas, Marcelo Godói Palhares, algumas quadrilhas atacam o passageiro no saguão do aeroporto quando há alguma distração. “O passageiro às vezes vai tomar um café e deixa o carrinho ao lado e esquece que está num local público. Os ladrões sempre estão atrás de laptops ou mochilas”, explicou.

Na última quarta-feira (04), um engenheiro químico alemão de 51 anos foi vítima de criminosos em Congonhas. “Eu estava no saguão e veio uma pessoa pedir informações sobre metrô. Quando eu disse que não havia metrô, ele foi embora e em seguida percebi que estava sem a mala”, disse. No dia seguinte uma mulher encontrou a bagagem do engenheiro em um estacionamento no centro. Os criminosos levaram o dinheiro e deixaram roupas e documentos.

Confira o que abre e o que fecha neste carnaval em SP

Bancos estarão fechados na segunda e na terça-feira na capital paulista.
Meios de transporte terão horários especiais.

O feriado do carnaval irá alterar o funcionamento de diversos serviços públicos na cidade de São Paulo. Órgãos privados, como os bancos, estarão fechados durante todo o feriado. Os shoppings paulistanos estarão abertos em horários diferenciados.

O Metrô, a CPTM e os ônibus que passam pela capital paulista funcionarão em esquema especial. Confira abaixo o que abre e o que fecha neste carnaval.

Bancos
Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), os bancos estarão fechados na segunda (20) e na terça-feira (21). O expediente volta ao normal na quarta-feira (22), a partir das 12h.

Metrô
O Metrô irá adotar um esquema especial para atender os passageiros que deixarem a cidade neste carnaval. As composições farão mais viagens na noite desta sexta-feira em direção aos terminais rodoviários do Tietê, Jabaquara e Barra Funda.

No sábado e no domingo, o Metrô irá funcionar como em um final de semana normal. Na segunda-feira, a frota de trens em circulação será igual a de um sábado. Na terça, a oferta de viagens será semelhante a de um domingo.

Nas linhas 1-Azul, 3-Vermelha e 4-Amarela, a abertura das estações será antecipada para as 4h na quarta-feira de cinzas. Na Linha 2-Verde, a abertura será antecipada para as 4h30.

Trens
Os trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) irão circular neste sábado e no domingo como em um final de semana comum. Na segunda-feira, as viagens acontecerão como em um sábado. Na terça, os trens circularão como em um domingo típico.

Ônibus
A SPTrans, empresa responsáveis pelos ônibus municipais paulistanos, irá oferecer duas linhas especiais para os foliões que irão para sambódromo nesta sexta e sábado. Os ônibus sairão do Terminal Barra Funda e da Estação Tietê do Metrô, com destino ao Anhembi, a partir das 17h de cada dia. Eles irão circular até as 9h do dia seguinte.

No restante da capital paulista, os ônibus circularão com 70% da frota no sábado e na segunda-feira. No domingo e na terça-feira, eles irão trabalhar com 50% da frota. Na quarta-feira, segundo a SP Trans, o fluxo volta ao normal.

Rodízio
Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o rodízio municipal de veículos estará suspenso na segunda e na terça-feira de carnaval e na quarta-feira de cinzas. A fiscalização volta a funcionar apenas na quinta-feira.

Shoppings
Os shoppings da cidade de São Paulo abrirão no sábado e na segunda-feira do feriado das 10h às 22h. No domingo e na terça-feira, segundo a AllShop, as praças de alimentação abrem às 11h e as lojas às 14h, e permanecem abertas até as 21h. Na quarta de cinzas, os estabelecimentos funcionam a partir das 12h.

Saúde
As AMAs tradicionais funcionarão normalmente durante este carnaval. As AMAs Especialidades e as UBS atenderão no sábado das 7h às 19h e fecharão na segunda e na terça-feira. Na quarta-feira, reabrem a partir das 12h. Os hospitais e prontos-socorros atenderão todos os dias.

Educação
Nos Centros de Educação Unificados (CEUs), segundo a Prefeitura, haverá atividades de lazer e recreação todos os dias nos horários habituais.

Correios
Cerca de 30 unidades de São Paulo funcionarão no sábado das 8h até as 12h – entre elas estão a do Tatuapé, Santana, Adolfina de Pinheiros, Aeroporto de Congonhas. A do Anhangabaú, no Centro da capital paulista, estará aberta até as 14h. A agência do aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, terá plantão durante todos os dias do feriado. Na quarta-feira, as agências voltam a funcionar a partir das 12h.

Abastecimento
Segundo a Prefeitura, os mercados municipais irão abrir normalmente na sexta-feira, sábado e domingo. Na terça (21), vão funcionar apenas os mercados Central Leste e Vila Formosa, das 7h às 13h, Pirituba, das 7h às 14h, e Penha, Ipiranga e Sapopemba, das 8h às 13h.

Os sacolões funcionarão todos os dias. O City Jaraguá, das 6h30 às 16h, o Santo Amaro, das 7h às 12h, o Brigadeiro, das 7h às 13h, o Butantã, das 7h às 13h30, o Rio Pequeno e Bela Vista, das 7h às 14h, o Avanhandava, Piraporinha e Cohab Adventista, das 7h às 14h30, o Cidade Tiradentes, Freguesia do Ó e Estrada do Sabão, das 7h às 15h, o Jaraguá, das 7h às 16h; e o Lapa, das 7h às 18h30. Os sacolões do Jaguaré, de São Miguel e de João Moura não funcionarão neste período.
As feiras livres atenderão nos locais e horários habituais, à exceção da segunda-feira (20), de acordo com a Prefeitura.

Assistência Social
A Loja Social, o Centro de Referência de Assistência Social (Cras), a Coordenadoria de Assistência Social e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) não funcionarão entre domingo e terça-feira. Os demais serviços sociais funcionarão normalmente.

Cultura
Na segunda-feira (20), o Beco do Pinto, Capela do Morumbi, Casa da Imagem, Casa do Bandeirante, Casa do Grito, Casa Modernista, Casa do Tatuapé, Monumento à Independência, Pavilhão das Culturas Brasileiras, Sítio da Ressaca, Sítio Morrinhos e Solar da Marquesa de Santos não abrirão. As casas históricas funcionarão das 9h até as 17h.

No sábado e no domingo, o Centro Cultural São Paulo, a Galeria Olido, o Museu do Theatro Municipal, o Teatro Cacilda Becker, o Theatro Municipal e o Teatro Zanoni Ferrite estarão abertos. O Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso estará fechado todos os dias.

Esportes
Nos Clubes Escola, a Prefeitura irá realizar atividades nos dias 18,19 e 21. No dia 20, alguns clubes fecham para serviços de manutenção.

Subprefeituras
As Praças de Atendimento não funcionarão todo o feriado. Os trabalhos voltam ao normal na quarta-feira, a partir das 12h.

Trabalho
Na segunda e na terça-feira, as unidades móveis e fixas do Centro de Apoio ao Trabalho (CAT) não atenderão ao público. O serviço volta a funcionar na quarta-feira, após as 12h. As unidades do banco de microcrédito São Paulo Confia abrirão apenas na quinta-feira (23).

Verde e Meio Ambiente
Os parques municipais abrirão todos os dias nos horários habituais, exceto o Parque Jardim da Luz, que não funciona às segundas-feiras.

Vítimas de malas furtadas têm 7 dias para notificar companhias aéreas

Segundo Procon-SP, empresas devem pagar indenizações.
Nesta segunda, suspeitos de furtar bagagens foram detidos em Cumbica.

Passageiros que tiveram suas malas furtadas têm até sete dias para notificar as as companhias aéreas do ocorrido, segundo informações do Procon-SP. A orientação da fundação é que as pessoas procurem imediatamente um funcionário da empresa aérea para registrar o furto, já que as companhias ficam responsáveis pelas bagagens após o check-in e devem indenizar os passageiros no caso de extravios ou de danos aos itens levados nas malas.

Na manhã desta segunda-feira (6), uma operação da Polícia Civil prendeu integrantes de um grupo suspeito de furtar bagagens de passageiros no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, na região metropolitana. Quatro funcionários de empresas aéreas, um ex-funcionário e outra pessoa foram detidos por volta das 6h em imóveis em Guarulhos, São Paulo e Poá, também na Grande São Paulo. Diversas bagagens furtadas foram apreendidas.

Ainda segundo o Procon, após o registro do furto, as empresas tem até 30 dias para ressarcir as pessoas prejudicadas. Para garantir a segurança e facilitar o processo, a fundação recomenda que os passageiros preencham antes do voo uma declaração dos itens que fazem parte da bagagem, com discriminação de valores. Cópias do documento ficam tanto com a empresa, quanto com o passageiro.

Além do registro nas companhias aéreas, é importante também que as vítimas de furto procurem a polícia e registrem um boletim de ocorrência sobre o crime. Quem não fez uma declaração de valores deve entrar em acordo com as empresas para estipular um valor de indenização.

Quadrilha de funcionários
De acordo com o delegado Ricardo Domingues, uma parte da quadrilha presa em Cumbica separava bagagens de voos internacionais e as colocavam nos voos domésticos. Após contato telefônico, outra parte do grupo entrava no desembarque doméstico e pegava as malas separadas. Após os furtos, as pessoas vendiam parte dos itens encontrados nas bagagens e ficavam com outros.

De acordo com Domingues, a polícia vai tentar identificar e entrar em contato com os donos das bagagens que foram resgatadas com os detidos.

G1 SP

Veja o que abre e o que fecha no aniversário de SP

Agências bancárias no município de SP não irão funcionar.
Ônibus e Metrô estarão com frota reduzida.

Por conta do feriado do aniversário da cidade de São Paulo, órgãos públicos e privados terão horários especiais nesta quarta-feira (25).
Agências bancárias e dos Correios estarão fechados na terça. Os shoppings funcionarão em horário especial, semelhante a um domingo.
Os transportes públicos também estarão com frota reduzida. Os ônibus municipais circularão com 70% dos veículos.

Confira abaixo os principais serviços:
Bancos
Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), as agências bancárias da cidade de São Paulo estarão fechadas na quarta.

Shoppings
Os shoppings vão abrir em um horário semelhante a um domingo na quarta-feira. As lojas funcionarão das 14h às 21h. Já a praça de alimentação e as áreas de lazer ficarão abertas das 11h às 22h.

Detran
As unidades do Detran-SP na capital (Armênia, Aricanduva e Interlagos) não farão atendimento ao público na quarta-feira. Também não funcionarão os postos do Detran que ficam dentro das unidades do Poupatempo. Todos os serviços serão retomados normalmente na quinta-feira.

Metrô
Os trens do Metrô irão circular das 4h40 à 0h, como em um domingo normal. De acordo com a companhia, alguns trens serão posicionados em estações estratégicas e irão circular caso haja um aumento no número de passageiros.

Ônibus
Segundo a SPTrans, empresa responsável pelos ônibus do município de São Paulo, a frota dos coletivos nesta quarta será semelhante a de um sábado, com 70% do total de veículos.

Correios
As agências dos Correios estarão fechadas no dia 25. Neste dia, as unidades nos demais municípios da região metropolitana funcionarão normalmente.

Subprefeituras
As Praças de Atendimento não funcionarão nesta quarta e voltam ao trabalho na quinta-feira.

Abastecimento
Segundo a Prefeitura, nesta quarta, os mercados municipais Kinjo Yamato e Paulistano funcionarão das 6h às 18h. O Central Leste ficará aberto das 7h às 13h. O mercado de Pirituba funcionará das 7h às 14h. Os do Ipiranga, Penha, Sapopemba, Tucuruvi, Vila Formosa e Teotônio Vilela atenderão das 8h às 13h. O de Guaianases ficará aberto das 8h30 às 13h. Os mercados municipais da Lapa, de Pinheiros, de Santo Amaro e de São Miguel não abrirão.

O sacolão do Jaguaré funcionará das 6h30 às 13h. O da Brigadeiro e de Piraporinha, das 7h às 13h. Os sacolões da Bela Vista, Rio Pequeno e Butantã funcionarão das 7h às 14h. Os de Avanhandava e da COHAB Adventista abrirão das 7h às 14h30. O da Freguesia do Ó estará aberto das 7h às 15h. Os sacolões da Estrada do Sabão e da João Moura abrirão das 7h às 19h. O do City Jaraguá, das 7h às 21h. O de Cidade Tiradentes funcionará das 8h às 15h e o da Lapa, das 8h às 18h30. Não funcionarão os sacolões de Santo Amaro e de São Miguel.
As feiras livres funcionarão nos horários e locais habituais.

Saúde
Os prontos-socorros e os serviços de Assistência Médica Ambulatorial (AMA) funcionarão normalmente. As AMAs Especialidades não irão funcionar nesta quarta. As Unidades Básicas de Saúde (UBS) e os Ambulatórios de Especialidades (AEs) também estarão fechados e retornam na quinta-feira.

Assistência Social
Não funcionarão nesta quarta a Loja Social, a Coordenadoria de Assistência Social, o Centro de Referência de Assistência Social, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social e o Centro de Referência de Cidadania do Idoso.

Cultura
A Prefeitura informa que neste feriado irão funcionar o Beco do Pinto, a Biblioteca Mário de Andrade, a Capela do Morumbi, a Casa da Imagem, a Casa do Bandeirante, a Casa do Grito, a Casa Modernista, a Casa do Tatuapé, o Centro Cultural São Paulo, o Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso, a Galeria Olido, o Monumento à Independência, os Ônibus Bibliotecas, o Pavilhão das Culturas Brasileiras, o Sítio da Ressaca, o Sítio Morrinhos e o Solar da Marquesa.

Educação
As escolas municipais não terão aulas. As creches que atendem durante as férias não abrirão neste feriado e retornam às atividades na quinta-feira. Os Centros de Educação Unificados (CEUs) abrirão no horário habitual para atividades esportivas e de lazer.

Poupatempo
Os postos fixos do Poupatempo na capital (Sé, Luz, Santo Amaro, Itaquera e Cidade Ademar) não vão funcionar no dia 25. Na quinta, o funcionamento voltará no horário normal.

Procon
Os postos de atendimento e a sede do Procon não irão funcionar nesta quarta-feira. Os trabalhos retornam na quinta-feira.

Trabalho
As unidades fixas e móveis do Centro de Apoio ao Trabalho (CET) e do Banco de Microcrédito São Paulo Confia não funcionarão nesta quarta.

Esportes
Os Clubes da Cidade irão funcionar apenas para atividades esportivas e de lazer.

Assaltos em casa de câmbio deixam aeroporto de Viracopos (SP) em alerta

Viracopos é o maior aeroporto de cargas do país e está entre os dez maiores no transporte de passageiros. Segundo a Polícia Civil, no primeiro semestre de 2011 foram registrados 440 roubos e furtos.

Fonte: G1

Escuridão leva perigo a ruas perto do metrô

Passageiros se queixam de falta de iluminação no entorno de estações; Ilume promete mandar equipes aos locais

03 de agosto de 2011
Monique Arantes – O Estado de S.Paulo
JORNAL DA TARDE

Jose Patricio/AE - Rua Capri. Passageiros andam em grupos até estação

Jose Patricio/AE - Rua Capri. Passageiros andam em grupos até estação

A falta de iluminação nos arredores de algumas estações do Metrô de São Paulo tem propiciado a ação de ladrões e causado insegurança entre os usuários. A reportagem constatou o problema no entorno das Estações Pinheiros, da Linha 4-Amarela, Santos-Imigrantes, da 2-Verde, e Tatuapé, da 3-Vermelha.

A advogada Renata Bayer Simões Esteves, por exemplo, foi perseguida por um homem no dia 21 de julho, entre a Estação Santos-Imigrantes e o estacionamento conveniado com o Metrô. Segundo ela, a via por onde tem de passar está completamente às escuras. “Eram 21h30 e vi que estava sendo seguida por um homem assim que saí da estação.

Comecei a correr quando notei que ele se aproximava. Ele foi atrás de mim até o estacionamento e só parou quando viu o funcionário do local”, lembra.

A insegurança causada pela falta de luz também é sentida pela analista Marina Almendro. Ela trabalha a quatro quadras da Estação Pinheiros, a mais recente da Linha 4, e reclama que várias vias vizinhas estão às escuras. “Antes da inauguração (da estação), a empresa onde trabalho oferecia transporte para os funcionários por causa do risco de roubos, mas isso acabou.”

A opção de Marina e seus colegas foi sair em grupo. Para chamar a atenção do Ilume, ela criou uma petição pública na internet, em que pede mais pontos de luz em ruas como Eugênio de Medeiros, Paes Leme, Butantã, Sumidouro e Capri. O mesmo problema é enfrentado pela psicopedagoga Mônica Nardy Marzagão Silva, moradora da Rua Felipe Camarão, perto da Estação Tatuapé. “Há mais de dois anos encaminho pedidos de novos pontos de luz para o Ilume.”

Resposta
O Metrô informa que já pediu ao Ilume reforço na iluminação da Estação Santos-Imigrantes. A empresa diz que, se alguma ocorrência perto dos terminais for identificada, a PM é avisada. A ViaQuatro, concessionária da Linha 4, afirma que encaminhou a reclamação dos usuários da Estação Pinheiros à Prefeitura. O Ilume diz que “programou a visita de equipes de manutenção nas três estações” citadas na reportagem para “verificar a necessidade de intervenções e solucionar possíveis falhas pontuais”.

COLABORARAM GIO MENDES E TIAGO DANTAS

PRESTE ATENÇÃO…
1. Evite expor celulares e notebooks dentro e fora da estação. Não use bolsas e mochilas que demonstrem conter objetos de valor em seu interior.

2. Não use fones de ouvido enquanto estiver caminhando, pois eles podem distraí-lo.

3. Procure vias mais iluminadas e que tenham movimento de veículos e pedestres.

4. Em ruas mal iluminadas, prefira caminhar pela rua ou em grupos. E fique atento a seu redor.

Metrô de SP e CPTM registram cinco roubos por semana

Segundo a SSP, nos cinco primeiros meses ocorreram 106 assaltos.
Crimes se concentram nos acessos e corredores das estações.

Da Agência Estado

Crimes se concentram nos acessos e corredores das estações (Foto: Glauco Araújo/G1)

Crimes se concentram nos acessos e corredores das estações (Foto: Glauco Araújo/G1)

Entre janeiro e maio, a polícia registrou 106 roubos em linhas do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), em São Paulo, média de cinco por semana. Os crimes na rede metroferroviária se concentram nos acessos e corredores das estações -não há um horário específico nem registros de casos dentro dos vagões.

Na maioria das vezes, o criminoso diz estar armado, mas não chega a exibir a arma. Ele pede celular, dinheiro e carteira e foge em seguida na direção da rua. A polícia recomenda às vítimas que não reajam.

Segundo dados da Secretaria da Segurança Pública, houve 18 assaltos em janeiro, 28 em fevereiro, 20 em março, 24 em abril e 16 em maio.

Seis desses roubos foram cometidos contra farmácias de estações. Os demais são ataques a passageiros. Vinte e dois adultos foram presos e 8 adolescentes, apreendidos.
Para a polícia, o número é baixo, considerando que 5,1 milhões de pessoas circulam diariamente pelas cinco linhas do Metrô e pelas seis da CPTM. Mesma conclusão é alegada pela assessoria do Metrô, uma vez que “houve o registro de um ocorrência de segurança pública para cada um milhão de passageiros transportados”. Não é possível comparar os dados com igual período do ano passado, pois, à época, o governo do Estado não divulgava estatísticas por delegacias, como atualmente.

Nos primeiros cinco meses do ano, as linhas de trem também registraram 118 casos de lesão corporal dolosa (quando há intenção) e dois homicídios. As mortes aconteceram entre janeiro e fevereiro.

Fonte: G1